Papa Francisco chega ao Quênia É décima primeira viagem internacional do pontífice

244
  • Italiano
  • English
  • Español
papa kenya 2

Papa Francisco tocou o solo africano às 14h50 (11h30 pelo horário de Brasília) chegando ao aeroporto internacional Jomo Kenyatta de Nairobi, no Quênia, após sete horas de voo. Tem início, assim, a 11a viagem apostólica internacional de Francisco que também visitará a Uganda e a República centro-africana. O Santo Padre foi acolhido imediatamente pelo entusiasmos do povo que ofereceu-lhe cantos e danças. Logo depois, aconteceu a cerimonia de boas-vindas na State house (residência do presidente) e na visita de cortesia ao presidente da república do estado africano.

Ao final da cerimônia de boas-vindas a Bergoglio por parte do presidente queniano, Uhuru Kenyatta, ambos plantaram uma oliveira nos jardins do palácio presidencial. Depois da execução dos hinos, das honras militares e da apresentação das respectivas delegações, o bispo de Roma e o chefe de estado africano tiveram um breve colóquio e, logo em seguida, assinaram o livro de ouro. No local, também aconteceu o encontro entre as delegações vaticana e queniana, do qual participaram o cardeal secretário de estado do Vaticano, Pedro Parolin acompanhado dos cardeais Filoni, Turkson e Njue, além de Dom Angelo Becciu, também da secretaria de estado.

Às 7h40 de hoje (04h30 no horário de Brasília), o avião que conduzia Papa Francisco deixava Roma com destino a Nairobi. Durante as primeiras fases da viagem, como de costume, houve a troca de saudações entre Francisco e o presidente da república italiana, Sergio Matarella. “No momento no qual me preparo para cumprir uma viagem apostólica a Uganda, Quênia e República centro-africana, movido pelo desejo de encontrar irmãos na fé e os habitantes dessas nações, me dirijo ao  senhor presidente expressando minhas saudações e expresso o desejo de acompanhar com fervorosas orações pelo bem e pela prosperidade do povo italiano”, disse o pontífice.

Pouco tempo depois, chegou a resposta do chefe de estado italiano:

“A Itália e a comunidade internacional acompanham com grande atenção a sua primeira viagem ao continente africano, cujo potencial de crescimento e desenvolvimento tem sido bloqueadopelas guerras, instabilidade política e alarmante desigualdades sociais. A sua presença será de sustento e encorajamento às comunidades cristãs locais e levará um importante sinal de paz, fraternidade e diálogo aos países visitados e a todo o continente, fornecendo uma mensagem preciosa de esperanza para o futuro. Com prazer, Santidade, aproveito a ocasião para renovar a minha mais profunda estima e consideração”, ressaltou o presidente.

(Tradução: Mirticeli Medeiros)

Avviso: le pubblicità che appaiono in pagina sono gestite automaticamente da Google. Pur avendo messo tutti i filtri necessari, potrebbe capitare di trovare qualche banner che desta perplessità. Nel caso, anche se non dipende dalla nostra volontà, ce ne scusiamo con i lettori.

SEM COMENTÁRIO